Fernando Mendes e o primo Sergio Rodrigues, morto em 2014: parceria de 20 anos. Foto: Eduardo Camara

Cinco reedições inéditas de peças criadas pelo lendário designer brasileiro Sergio Rodrigues serão apresentadas, em primeira mão, na Semana de Design de Milão, que começa no próximo dia 17. O responsável pelas reedições é Fernando Mendes, primo do arquiteto, que em seu atelier no Rio de Janeiro costuma produzir artesanalmente criações pouco conhecidas de Rodrigues. Projetadas em 1960 especialmente para a sede da embaixada do Brasil em Roma, as obras poderão ser vistas na exposição "Sergio Rodrigues in Italia", como parte da mostra Be Brasil. 

“As peças inéditas que o atelier acaba de recuperar e reeditar refazem o caminho de Sergio para Roma em 1960, ocasião em que ele projetou, no período de quatro meses, cerca de 20 modelos diferentes, entre cadeiras, mesas de reunião, escrivaninhas e diversas poltronas”, explica Mendes, que trabalhou com o primo durante cerca de 20 anos.

Batizada de "Pamphilj", nome do palácio que até hoje abriga a embaixada, a coleção é integrada por cinco reedições fiéis aos desenhos originais: poltrona Navona, escrivaninha Itamaraty, cadeira de braço Gouthier, cadeira Chancelaria e mesa de centro Roma. Após a Design Week de Milão, as peças serão vendidas no Arquivo Contemporâneo e na Way Design da capital carioca.

A Poltrona Navona é uma das peças reeditas por Mendes e que serão apresentadas em primeira mão em Milão. Foto: divulgação

Escrivaninha Itamaraty: a peça, assim como as outras quatro, foi desenvolvida para embaixada do Brasil em Roma. Foto: divulgação

Cadeira Chancelaria. Foto: divulgação