Mostra Modernos Eternos se prepara para primeira edição digital

Sexta-feira 03 Julho 2020 / Decoração

Base real da mostra será a Casa Modernista, em Higienópolis (Foto: Emiliano Hagge)

No ano passado, quando ocupou o Mosteiro de São Bento, a Modernos Eternos (ME) inovou ao mudar o rumo da bússola das mostras de decoração de São Paulo em direção ao centro da cidade. Em 2020, a ME inova mais uma vez ao anunciar a realização de sua 7ª edição, que será exclusivamente digital.

A base real da mostra e venda é a Casa Modernista da Rua Bahia, em Higienópolis - construção de 90 anos com 4 andares, tombada nas instâncias federal, estadual e municipal, com projeto do ucraniano Gregori Warchavchik -, alugada por um ano para ali serem realizados seis grandes eventos de março a outubro de 2020, inclusive duas edições da Modernos Eternos SP. “Com a pandemia, o projeto foi reduzido (de seis para uma exposição) e adaptado às possibilidades tecnológicas existentes. Surge portanto, tão real quanto possível, em agosto, a 7ª edição da Modernos Eternos SP em edição especial digital, como estão acontecendo também alguns dos mais importantes eventos na Europa e nos EUA”, diz seu curador e sócio-fundador Sergio Zobaran. 

A Modernos Eternos SP cresceu na internet e reúne profissionais não só de SP, mas de 10 estados brasileiros, além de trazer nomes internacionais de Miami, Roma e Wohan, na China. Os arquitetos, designers, paisagistas e artistas plásticos estão desenvolvendo seus projetos em imagens renderizadas que serão reunidas no portal da mostra, desenvolvido pela empresa mineira de tecnologia Revirtua. “O público poderá fazer a Visita Virtual Imersiva 360 de maneira totalmente gratuita”, explica Zobaran. Toda a produção do evento entrou na exigência de ser 100% virtual, ecológico e sustentável, e por isso o processo é exclusivamente desenvolvido com base na tecnologia, desde os contratos até os projetos e a exibição.  

Os profissionais participantes desta 7ª edição foram convidados a seguir o tema do ano: o Modernismo, movimento mais importante que o Brasil já produziu, e fazer nas ambientações um mix&match de peças antigas, modernas e contemporâneas. Assim, trazem para a Modernos Eternos a diversidade da arquitetura de interiores das diferentes regiões do Brasil, cada um com seu estilo, e o apoio das marcas e empresas fornecedoras envolvidas. 

Espaço real da Casa Modernista que será ocupado para a mostra (Foto: Emiliano Hagge)

Leia: Móveis da coleção 2020 by Jader Almeida aterrissam no Rio

Por: REDAÇÃO DELOOX

Móveis da coleção 2020 by Jader Almeida aterrissam no Rio

Segunda-feira 29 Junho 2020 / Decoração

Cadeira Munick e mesa de jantar Boule assinadas por Jader Almeida (Foto: Divulgação)

O Arquivo Contemporâneo recebe nesta semana, com exclusividade no Rio, trinta peças da coleção 2020 by Jader Almeida, entre novidades, reinterpretações e desdobramentos de criações anteriores. São cadeiras, poltronas, bancos, mesas e sofás lançados em março desse ano no showhouse de 3.000m² projetado pelo próprio designer em São Paulo. O espaço, que precisou ser fechado no mesmo mês por causa da pandemia, foi reaberto em meados de junho com visitas agendadas até o final de julho.

Segundo Jader, a peça que mais tem feito sucesso entre os visitantes é o banco Basso. “Ele é inusitado, pois mescla as virtudes do processo industrial com seu encosto polido e preciso com a valorização dos aspectos naturais da matéria-prima da base - um tronco esculpido de maneira anatômica para garantir o máximo de conforto”, justifica ele.

Os móveis da nova coleção já podem ser encomendados no Arquivo Contemporâneo do CasaShopping e de Ipanema.

Banco Basso assinado por Jader Almeida (Foto: Divulgação)

Cadeira Crosby assinada por Jader Almeida (Foto: Divulgação)

Leia: Saiba como montar um espaço aconchegante para seu home office

Por: REDAÇÃO DELOOX

Projeto da recepção do Morar Mais 2020 antecipa conceitos do novo normal na arquitetura

Quinta-feira 04 Junho 2020 / Decoração

Recepção da edição do Morar Mais Rio 2020 projetada pelo designer Thiago Herrera (Foto: Divulgação)

Antenado aos novos tempos, em que as medidas de segurança sanitária passarão a ter impacto direto na forma como arquitetos e designers vão projetar espaços, especialmente os de convivência social, o Morar Mais Rio 2020 se antecipa, apresentando uma recepção já pensada para garantir a máxima proteção de seus visitantes. 

Autor do projeto, o designer Thiago Herrera vai erguer na entrada da casa, no Itanhagá, uma estrutura de metal com dois contêineres sobrepostos para abrigar o complexo da Recepção Multiuso Morar Mais. Além de ser vazada em alguns pontos para garantir a livre circulação do ar, esta estrutura será pintada interna e externamente com tinta bactericida, com alguns fechamentos em vidro também antibacterianos, muito usados em hospitais, pois são formulados com íons de prata e outros elementos que impedem a proliferação de microrganismos. “Ao interagir com essas partículas, as bactérias têm seu metabolismo desativado e sua divisão mecânica interrompida, o que acaba por destruí-las”, explica Herrera. 

Outras medidas sanitárias que dispensam o toque das mãos estão previstas no projeto: acionamento automático de luzes, cortinas e toldos por comando de voz ou celular, incluindo o backdrop do espaço. Até o balcão da recepção – em pedra ônix iluminada por dentro - foi desenhado em forma de cubo, sem reentrâncias, para facilitar sua higienização, contando ainda com proteção bactericida.

Projeto da recepção do Morar Mais 2020 antecipa conceitos do novo normal na arquitetura (Foto: Divulgação)

Thiago Herrera também criou na Recepção Multiuso uma área de trabalho destinada a dois produtores de conteúdo por vez, dividida por vidro antibacteriano, onde poderão se produzir diante do espelho e recarregar seus equipamentos, além de editar e postar o material colhido no evento, com todo conforto e segurança. No mesmo local, haverá ainda um estúdio de gravação funcional, com direito a uma poltrona super “estilosa” e “instagramável” e um banco para entrevistas, tendo ao fundo uma parede de vidro com luz ao redor, deixando aparente o cenário perfeito: a fachada da casa que sediará o Morar Mais. 

A sustentabilidade também tem destaque neste projeto,como o piso da área externa 100% ecológico (produzido com sobras de materiais reaproveitadas), o telhado verde do contêiner (para proporcionar temperaturas mais amenas no segundo andar) e os próprios contêineres que dão forma ao sistema construtivo.  

Como no “novo normal” da arquitetura a magia também tem vez, os visitantes serão surpreendidos por uma fonte de águas dançantes (son et lumière, ou show de som e luz), totalmente interativa.

O Morar Mais Rio está previsto para acontecer entre 1 de outubro e 15 de novembro.

Projeto da recepção do Morar Mais 2020 antecipa conceitos do novo normal na arquitetura (Foto: Divulgação)

 

Leia: Saiba como montar um espaço aconchegante para seu home office

Por: REDAÇÃO DELOOX

Quer deixar sua casa mais aconchegante no inverno? Arquitetos dão dicas!

Terça-feira 02 Junho 2020 / Decoração

 Projeto Liv’n Arquitetura| Foto: Guilherme Pucci

Com a proximidade do inverno, a busca por ambientes mais acolhedores se torna recorrente. Em casa, é maior o desejo de criar espaços quentinhos e prontos para trazer o aconchego certo, principalmente nos dias mais gelados. Para isso, elementos como iluminação ou até mesmo a paleta de cores dos ambientes podem contribuir para um espaço mais convidativo, como acreditam as arquitetas Paula Passos e Danielle Dantas, sócias do Dantas & Passos Arquitetura e Interiores, além dos arquitetos Renato Andrade e Erika Mello, do escritório Andrade & Mello Arquitetura, e Júlia Guadix, da Liv’n Arquitetura.

Confira cinco dicas baseadas em projetos e saiba como reformular o seu lar.

1. Iluminação

Elemento de suma importância dentro dos projetos de interiores, a iluminação é capaz de mudar completamente a atmosfera dos ambientes. Investir em lâmpadas com temperatura quente – aquelas mais amareladas –, pode ser a escolha certa para aquecer o ambiente, bem como o uso das luzes indiretas, que trazem conforto e aconchego.

Projeto Andrade & Mello Arquitetura | Foto: Emerson Rodrigues

No apartamento com apenas 34 m², o escritório Andrade & Mello evidenciou em dois pontos a iluminação indireta. Na mesa posicionada ao lado da cama, a luminária fixada na parede traz a meia luz e facilita a leitura. Já no sofá com dupla função, Renato e Erika escolheram uma luminária articulada que foi posicionada diretamente no móvel. A ambientação traz o clima intimista da temporada que estamos iniciando.

2. Texturas

Outro elemento que pode conferir maior aconchego nos ambientes é a textura, seja em móveis com acabamento e outros elementos que permitam o toque prazeroso. “Adoramos a madeira, pois o material pode estar presente como vários elementos e nos transmite as sensações de aquecer e abraçar”, reafirma Paula Passos.

Projetos Dantas & Passos Arquitetura | Foto: Maura Mello

Na sala de TV, o tom escurecido da madeira transmite a essência dos tons mais quentes que marcam a temporada de inverno. As arquitetas Paula Passos e Danielle Dantas lançaram mão da versatilidade do material e, além da marcenaria do rack e o painel da TV, utilizaram a madeira para revestir o entorno da janela e o efeito decorativo do painel ripado atrás da chaise.

Projeto Liv’n Arquitetura| Foto: Guilherme Pucci

Na sala de estar, Júlia Guadix trabalhou uma composição que traduz o bem-estar para durante os dias frios. Para o piso, a arquiteta elegeu o piso vinílico, que além de remeter ao efeito natural da madeira, transmite o conforto térmico benéfico para pisar com meia ou, até mesmo descalço. A poltrona de madeira e a manta disposta no pufe complementam a esfera agradável para se aquecer em casa. Bolotinha, o pet da moradora, aprova!

3. Paleta de cor certeira

As cores são responsáveis por conferir personalidade aos ambientes da casa e devem estar alinhadas ao conceito do projeto e o estilo de vida de cada um. Um dos caminhos indicados para usar as cores é trabalhar tons neutros, básicos e atemporais e como base para, pontualmente, salientar pontos de cores nos ambientes da casa. “Com essa estratégia conferimos um toque diferenciado ao ambiente, lembrando que as cores podem ser quentes ou frias”, destaca a arquiteta Danielle Dantas.

Vermelhos, laranjas e amarelos normalmente são citados como as cores quentes, pois são mais vibrantes e alegres, enquanto os tons de roxos, azuis e os verdes são reconhecidos como cores frias por acalmar e trazer uma sensação relaxante ao ambiente.

No dormitório assinado pelo escritório Dantas & Passos, o tom militar realçado na colcha e nas almofadas | Foto: Maura Mello

O contraste deve ser proporcional ao ambiente onde será aplicado. Na harmonia do gráfico das cores, os tons quentes em cômodos menores podem ampliar a percepção da área com pequenas dimensões e ficar sufocantes. Ao mesmo tempo cores muito frias e neutras em demasia acarretam um espaço frio e sem vida. “Sempre salientamos que a fórmula é usar combinações contrastantes em pequenas doses para não ficar cansativo”, destaca Paula Passos.

Além disso, antes de escolher uma cor, o trabalho do arquiteto é observar os estímulos que serão despertados. O branco é um tom neutro que combina com vários estilos de ambientes e contribui na missão de ampliar. 

4. Acessórios certeiros

Na sala de estar, a Júlia Guadix investiu no tapete, a composição de almofadas e a manta de lã.| Foto: Guilherme Pucci

Não faltam itens decorativos que contribuam para o aconchego dos ambientes. Almofadas, mantas e colchas estão entre eles. Para todos os elementos de tecido, a escolha deve ser por peças produzidas em malhas ou linhos ou lãs, que ajudam a aquecer.

Cortinas com detalhes charmosos como uma barra diferenciada ou pequenas pregas, assim como os tapetes de pelo alto macio, são elementos que vestem os espaços perfeitamente para a época.

5. Plantas como aliadas

Projeto: Andrade & Mello Arquitetura| Foto: Emerson Rodrigues

No apartamento, Renato e Erika aproveitaram os espaços para compor espécies diferenciadas de plantas. O rack com vasos, o nicho presente na estrutura de serralheria e madeira e os cachepôs pendurados diretamente no teto. Como trazem vida e cor aos ambientes, as plantas significam bem-estar e renovação para os cômodos. “Não abrimos mão de incentivar nossos clientes a cuidarem das qualidades de plantas que escolhemos para o projeto. Pensamos sempre naquelas que se adaptam aos ambientes e que ofereçam condições para crescerem. É uma troca muito generosa: o amor do morador e a exuberância da natureza”, relativiza Erika.

 

Leia mais: Saiba como montar um espaço acolhedor para seu home office

Por: REDAÇÃO DELOOX

Sabrina Schuback apresenta novidades da 'Morar Mais Por Menos' através da web

Segunda-feira 04 Maio 2020 / Decoração

Sabrina Schuback da mostra Morar mais por menos (Foto: Divulgação)

Respeitando o isolamento social e seguindo as orientações sanitárias da OMS e das autoridades públicas locais, a empresária Sabrina Schuback está lançando mão de ferramentas digitais para – sem sair de casa - apresentar aos arquitetos, designers e paisagistas os ambientes da casa que sediará a Morar Mais por Menos desse ano, em uma propriedade no Itanhangá, cercada de verde.

“Criamos uma plataforma online que permite aos profissionais não só fazer um tour virtual 360° pelos ambientes da casa, como também acessar a planta de cada espaço e até fechar a compra por ali”, conta Sabrina. “Nossa intenção é realizar agora, virtualmente, muitas das atividades que precedem o evento, para não começarmos do zero quando a pandemia passar”, ressalta.

Semanalmente, a empresária tem promovido videoconferências no aplicativo Zoom, onde reúne, por vez, grupos de até 10 profissionais interessados em participar desta edição. “Essa proximidade e transparência é importante, especialmente no caso dos estreantes, que aproveitam para tirar dúvidas”, explica.

Por: REDAÇÃO DELOOX